Documentação do Oracle Cloud Infrastructure

Movendo uma Instância do serviço Compute para um Novo Host

Este tópico aborda como realocar uma máquina virtual ou uma instância bare metal usando a migração de reinicialização ou um processo manual.

Observação

Hosts de máquina virtual dedicados

Os hosts de máquina virtual dedicados não suportam a migração da reinicialização. Para realocar essas instâncias, use o processo descrito em Movendo uma Instância com Migração Manual.

Observação

Oracle Platform Service s

Para instâncias que foram criadas com o Oracle Platform Service s e localizadas no compartimento ManagedCompartmentForPaaS, você deve usar a interface do Platform Service específica para reinicializar as instâncias.

Migração de Reinicialização

Para instâncias com uma data no campo Manutenção de Reinicialização (disponível na Console, na CLI e nos SDKs), você pode reinicializar sua instância para movê-la para a nova infraestrutura. Após a reinicialização da instância, o campo Manutenção de Reinicialização é apagado. Essa alteração indica que a instância foi movida com sucesso.

Pré-requisitos para a Migração de Reinicialização

  1. Prepare a instância para a migração de reinicialização:

    • Certifique-se de que quaisquer volumes em blocos remotos definidos em /etc/fstab usem as opções recomendadas.
    • Certifique-se de que as montagens (NFS) do serviço File Storage usem a opção nofail.
    • Se você usar o script fornecido pela Oracle para configurar VNICs secundárias, certifique-se de que ele seja executado automaticamente durante a inicialização.

Movendo uma Instância com Migração de Reinicialização

Após concluir os pré-requisitos:

  1. Interrompa os aplicativos em execução.
  2. Reinicialize a instância.
  3. Confirme se o campo Manutenção de Reinicialização não tem mais uma data.
  4. Inicie e teste quaisquer aplicativos na instância.

Movendo uma Instância com Migração Manual

Para instâncias sem uma data no campo Manutenção de Reinicialização (disponível na Console, CLI e SDKs), você deve mover a instância manualmente. Esse método requer que você encerre a instância e, em seguida, inicie uma nova instância com base no volume de inicialização retido. As instâncias que têm VNICs adicionais, endereços IP secundários, volumes em blocos remotos anexados ou que pertencem a um conjunto de backend de um balanceador de carga exigem etapas adicionais.

Limitações e Advertências para Migração Manual

Lembre-se das seguintes limitações e advertências ao executar uma migração manual:

  • Todos os endereços IP públicos designados à sua instância de um pool público reservado são mantidos. Qualquer um que não tenha sido designado de um pool de endereços IP públicos reservados será alterado. Os endereços IP privados não são alterados.
  • Os endereços MAC, CPUIDs e outros identificadores de hardware exclusivos são alterados durante a movimentação. Se algum aplicativo em execução na instância usar esses identificadores para licenciamento ou outros fins, certifique-se de tomar nota dessa informação antes de mover a instância, para ajudá-lo a gerenciar a alteração.

Pré-requisitos para Migração Manual

  1. Antes de mover a instância, documente todos os detalhes críticos:

    • A região, domínio de disponibilidade e domínio de falha da instância
    • O nome para exibição da instância.
    • Todos os endereços IP, nomes e sub-redes privados. Observe que a instância pode ter várias VNICs, e cada VNIC pode ter vários endereços IP secundários.
    • Todos os nomes DNS privados. A instância pode ter várias VNICs, e cada VNIC pode ter vários endereços IP secundários. Cada endereço IP privado pode ter um nome DNS.
    • Qualquer endereço IP público designado de um pool público reservado. Observe que a instância pode ter várias VNICs, e cada VNIC pode ter vários endereços IP privados secundários. Cada VNIC e endereço IP privado secundário podem ter um endereço IP público anexado.
    • Quaisquer volumes em blocos remotos anexados à instância.
    • Quaisquer tags na instância ou recursos anexados.
  2. Prepare a instância para migração manual:

    • Certifique-se de que quaisquer volumes em blocos remotos definidos em /etc/fstab usem as opções recomendadas.
    • Certifique-se de que as montagens (NFS) do serviço File Storage usem a opção nofail.
    • Se você tiver definido estaticamente qualquer interface de rede pertencente a VNICs secundárias usando seus endereços MAC, como aqueles definidos em /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg*, essas interfaces não serão iniciadas em decorrência da alteração no endereço MAC. Remova o mapeamento estático.
    • Se você usar o script fornecido pela Oracle para configurar VNICs secundárias, certifique-se de que ele seja executado automaticamente durante a inicialização.

Movendo uma Instância Manualmente

Após concluir os pré-requisitos:

  1. Interrompa os aplicativos em execução.
  2. Certifique-se de que esses aplicativos não sejam iniciados automaticamente.

    Advertência

    Quando a instância realocada for iniciada pela primeira vez, volumes em blocos remotos, VNICs secundárias ou qualquer recurso que dependa deles não serão anexados. A ausência desses recursos pode causar problemas no aplicativo.

  3. Se sua instância tiver o armazenamento local NVMe (instâncias densas), você deverá fazer backup destes dados:
    1. Crie e anexe um ou mais volumes em blocos remotos à instância.
    2. Copie os dados dos dispositivos NVMe para os volumes em blocos remotos.
  4. Desmonte quaisquer volumes em blocos remotos ou montagens (NFS) do serviço File Storage.
  5. Faça backup de todos os volumes em blocos remotos. Consulte Visão Geral de Backups de Volume em Blocos para obter mais informações.
  6. Crie um backup do volume raiz.

    Importante

    Não generalize ou especialize instâncias do Windows.

  7. Encerre a instância:

    Usando a Console
    Usando a API
    Usando a CLI
  8. Crie uma nova instância usando o volume de inicialização da instância encerrada.
  9. No fluxo da instância de inicialização, especifique o endereço IP privado que foi anexado à VNIC principal. Se o endereço IP público tiver sido designado de um pool de endereços IP reservado, certifique-se de designar o mesmo endereço IP.
  10. Quando o estado da instância for alterado para RUNNING, interrompa a instância.
  11. Recrie quaisquer VNICs secundárias e endereços IP secundários.
  12. Anexe quaisquer volumes em blocos remotos.

    Observação

    Esta etapa inclui todos os volumes usados para fazer backup de dispositivos NVMe locais. Copie os dados para o armazenamento NVMe na nova instância e desanexe os volumes.

  13. Inicie a instância.
  14. Inicie e teste quaisquer aplicativos na instância.
  15. Configure os aplicativos para iniciar automaticamente, conforme necessário.
  16. Recrie as tags necessárias.
  17. (Opcional) Após confirmar se a instância e os aplicativos estão íntegros, você pode excluir os backups de volume.